Liderança afirma que desmobilização começaria quando medidas prometidas saíssem no Diário Oficial

Liderança afirma que desmobilização começaria quando medidas prometidas saíssem no Diário Oficial

Uma das principais lideranças do movimento dos caminhoneiros,o presidente da Abcam (Associação Brasileira dos caminhoneiros), José da Fonseca Lopes,afirmou que com o acordo firmado com o governo neste domingo (27), o problema esta resolvido.

Na noite deste domingo, o presidente Michel temer (PMDB) ampliou a lista de concessões aos caminhoneiros.Foram divulgadas cinco medidas para atender as demandas da categoria.

Se cumprida a orientação das lideranças, ainda serão necessário de 8 a 10 dias para voltar o abastecimento normal, segundo os caminhoneiros.