Mulher afirma que mãe morreu por erro médico durante procedimento no HC

Mulher afirma que mãe morreu por erro médico durante procedimento no HC

A filha da aposentada Martha Maria Alves Vera, de 75 anos, afirma que sua mãe morreu após ter o pulmão perfurado por um estudante de medicina durante procedimento de cateterismo no Hospital das Clínicas de Marília.

A idosa morreu na noite de quinta-feira (19) e teria sido submetida a um “procedimento para introdução de um cateter cardíaco” na terça-feira (17).

A suposta perfuração no pulmão teria prejudicado “ainda mais” a saúde da paciente.

O caso foi registrado como morte suspeita na madrugada desta sexta-feira (20). Foi solicitado exame necroscópico para apurar a causa da morte.

“A Diretoria do Hospital das Clínicas de Marília determinou a abertura de procedimento interno para verificar a apuração dos fatos ocorridos com a paciente Martha Maria Alves Vera, diante do Boletim de Ocorrência registrado por seus familiares.

A paciente deu entrada na Unidade de Urgência do Hospital das Clínicas de Marília no dia 14 de julho com quadro clínico grave, acometida por pneumonia associada à intensa desidratação.

A paciente recebeu todos os cuidados da equipe multidisciplinar do HC. Foram realizados diversos procedimentos para reverter seu grave quadro clínico, entretanto, diante do agravamento, a paciente foi encaminhada à Unidade de Terapia Intensiva do HC.

Mesmo na UTI, com todos os procedimentos e cuidados das equipes da unidade hospitalar, o quadro clínico da paciente continuou se agravando, impossibilitando a reversão desta situação, culminando com o seu óbito na noite desta quinta-feira, dia 19 de julho”.

Fonte:https://marilianoticia.com.br