Pedreiro é esfaqueado ao tentar separar briga de casal

Pedreiro é esfaqueado ao tentar separar briga de casal

O desempregado Luiz Antônio da Silva, 28 anos, conhecido como “Magrão”, foi preso em flagrante por policiais militares acusado de tentar matar com facadas um pedreiro de 38 anos na noite desta sexta-feira (24) na Praça “Athos Fragata”, em Marília.

Equipes policiais foram chamadas para atender um caso de vítima esfaqueada no cruzamento com a Avenida Tirantes, onde um casal estaria envolvido em uma discussão por volta das 20h30.

Conforme a Polícia Militar, Magrão e sua esposa, Gisele Rodrigues, estariam brigando e ele teria agredido a mulher.

O pedreiro teria tentado separar a briga e teria levado um golpe de faca supostamente aplicado por Magrão na altura do abdômen.

Quando os policiais militares chegaram na praça, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestava os primeiros socorros e estava encaminhando a vítima para o Hospital das Clínicas de Marília.

Sem muita informação no local do crime, os policiais foram até o HC para pegar o depoimento do pedreiro esfaqueado. Foi a própria vítima que contou ter tentado separar a briga e acabou levando a facada de Magrão.

Os militares voltaram até a praça e conseguiram localizar o casal. Magrão estava sujo de sangue, mas negou ter esfaqueado o pedreiro. A mulher teria confirmado a versão do companheiro. A faca não foi localizada.

Diante dos fatos, os policiais deram voz de prisão ao acusado e ele foi encaminhado para a Central de Polícia Judiciária de Marília, onde o delegado de plantão ratificou o caso como tentativa de homicídio simples.

A vítima passou por uma cirurgia, mas não foi informado o estado de saúde do pedreiro. Magrão foi encaminhado para a Penitenciária de Marília, onde permanece à disposição da Justiça.

Fonte: mariliaNoticias