Santa Casa de Pompeia alerta para sobrecarga de atendimento

Santa Casa de Pompeia alerta para sobrecarga de atendimento

O provedor da Santa Casa de Pompeia, Edson Jorge Basílio, está estudando um plano emergencial de atendimento para os quatro dias em que os Postos de Saúde da cidade estarão fechados, de acordo com o Decreto da Prefeitura Municipal de Pompeia, de número 5.293, de 16 de abril, em que define como Ponto Facultativo nas repartições públicas da administração direta e indireta o dia 18 de abril, quinta-feira. “Serão dois dias com feriado e mais o sábado e domingo, ou seja, quatro dias sem serviços nos Postos de Saúde da cidade de Pompeia”, disse o dirigente hospitalar em tom de preocupação, diante da estrutura comprometida em que se encontra o hospital local que será a única alternativa dos pompeenses neste feriado prolongado.

A proposta do provedor da Santa Casa de Pompeia é que seja desenvolvido uma ação emergencial para que algum posto de saúde funcione em caráter excepcional ou que pelo menos uma equipe adicional de médicos, enfermeiras e auxiliares esteja de plantão, reforçando a equipe do hospital pompeense. “É com preocupação que faço o alerta, pois, prevejo problemas, em virtude da Santa Casa estar trabalhando no limite mínimo de funcionários, sem considerar a ausência de alguns deles, que pode acontecer”, disse preocupado Edson Jorge Basílio ao solicitar que a população de Pompeia procure atendimento médico somente em casos de extrema necessidade.

De acordo com o provedor da Santa Casa de Pompeia o hospital mantem as atividades sem interrupção há anos e, mesmo com as dificuldades financeiras conhecidas, não deixa de atender qualquer caso que chegue na triagem. “Passamos por dificuldades financeiras graves, mas nem por isso recusamos atendimento”, falou o provedor. “O que vem acontecendo é que vivemos um período de transição de gestão administrativa na procura da normalização”, falou. “Mas nunca deixamos de atender”, reforçou ao se mostrar preocupado com as limitações atuais principalmente com casos de dengue, por exemplo, que independe de feriado. “Quanto menos atendimento médico houver na cidade, mais a concentração de trabalho na Santa Casa”, comparou. “Bem ou mal, com os Postos de Saúde fica mais seguro o atendimento, principalmente em casos menos complexos”, disse Edson Jorge Basílio.

A ação inicial sugerida pelo dirigente da Santa Casa de Pompeia é fazer uma divulgação entre os formadores de opinião, para que procurem o hospital, que pelo visto será o único recurso médico da cidade neste feriado, em casos de extrema necessidade. “Além disso, solicito a todos que procurarem a Santa Casa, que tenham paciência e tolerância, pois, estamos fazendo mais do que seria possível e neste sentido, todos devem compreender a situação que estamos vivendo”, comentou Edson Jorge Basílio, que juntamente com a diretoria do hospital, vem buscando alternativas para melhorar as condições de atendimento. “Neste momento todos: médicos, funcionários, e pacientes, devem colaborar de alguma forma”, resumiu o dirigente hospitalar.

 

Fonte:www.eficaz.jor.br